reverso do ser

reverso do ser
reverso do ser

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

DESEJOS

...De repente sem esperar
Te  encontrei em meio a agitação de um momento
...com uma áurea linda de imensa simplicidade, um sorriso encantador e
Olhar enigmático... Uma pintura única de cores e traços refinados...
...queria me aproximar mas não sabia como agir, pensar e falar
...ficava estático, inerte diante de tanta beleza e ternura...
...o tempo parecia parar ao seu redor,
Seu cheiro de orquídea, corpo, boca e voz me seduziam... e a cada momento
Que lhe via... Lhe desejava ainda mais e mais...
...a sua candura ma fez sentir
Novamente o que há muito tempo não
Sentia... o brilho que faltava nos meus olhos...me reencontrar...
...imaginava apenas imaginava...
...nos seus braços intensos me
Acomodar e aconchegar... Entrelaçar – me em seu colo e repousar
...me leve, me leve...
...me faça-me viver cada minuto como se
Fosse o último... Deixe-me viver
Demonstrar o amor e desejo... E me perder em você... e no deu ritmo
Me embalar e não mais me achar...na sua maneira de amar e no
Meu corpo a sua marca deixar...
...venha me abrace, ma faça
Adormecer seguro e com o coração
Em brasas me entregar as lágrimas da emoção
Da minha alma
...e amanhecer e acordar ainda mais apaixonado por estar
Ao seu lado...
...de uma noite sem fim...

Poesia de R. Sirieira com a colaboração da consultora textual Tatiana Costa 19 20:38 Dez de 2014

Um comentário: